Como se manter em forma na quarentena?

Adriano Bastos é octacampeão da maratona da Disney. Hoje com 42 anos, ele começou no atletismo aos 12, passou pelo Triatlón e se tornou maratonista profissional. Atualmente também comanda uma assessoria de corrida em São Paulo, com alunos presenciais na cidade e virtuais por todo Brasil.

A reação com a chegada da pandemia pode ser definida por seus atletas em uma palavra: “frustração”. Foi necessário repensar os treinos e começar do zero. Mas Adriano contou que bastante coisa deu certo. Foi para falar sobre isso que ele se juntou ao Fotop, em uma live no Instagram.

Depois de anos como maratonista profissional, Adriano retornou ao Triathlon como amador em 2017. Por isso, antes do isolamento social, seus treinos envolviam natação, corrida e ciclismo. A natação foi a parte mais difícil de ser mantida. “Não tinha como praticar”, contou. Ele passou então a fazer um treino alternativo de reforço muscular: com extensor elástico e em casa.

Sobre a bike, começou dizendo: “Odiava pedalar no rolo. Preferia ficar por 1h no spinning da academia que em casa pedalando no rolo.” Mas com a pandemia não teve jeito. Para treinar corrida, ele fazia exercícios educativos em seu apartamento, subia correndo a escada do prédio e corria em lugares isolados próximos à sua residência.

116252911_306949943824539_3410291155142892235_n--1- Adriano com uma das medalhas ganhas na maratona da Disney

Lives: treinos de reforço muscular

Foi com o início dos treinos caseiros que Adriano teve a ideia de transformá-los em lives no Youtube. Pensou: “Não tenho como fazer o reforço na academia. Então como treinar? Usando o peso do corpo: o famoso funcional’”, disse o atleta. Desde março, começou a transmitir as aulas, que ficam disponíveis também em seu perfil no Instagram.

Elas incluem exercícios de agachamento, panturrilha e fortalecimento de membros superiores, e acontecem de segunda, quarta, sexta-feira e sábado. São divididas por dias: dia de membros superiores, dia de membros inferiores, aulas de hiit e aulas de alongamento.

Apesar de sentir saudades dos treinos em conjunto, a rotina de exercícios em casa rendeu bons frutos. Pela primeira vez em anos, Adriano atingiu o peso que tinha em 2008, quando vivia o auge de sua carreira como maratonista. Da academia nem sente falta. Além da rotina de treinos, a alimentação caseira e mais saudável o ajudou a alcançar o resultado.

Para assistir a conversa completa entre o Adriano e o Fotop, é só clicar aqui!

Por Mariah Lollato

Fotop

Fotop

Plataforma que ajuda o fotógrafo a vender suas fotos, possibilitando que ele viva de seus clicks.

Read More