/ Fotógrafos

Tratamento Imagens Básico - Terceiro Módulo

Câmeras capturam luz de uma forma que nós humanos não somos capazes de ver, espectros de luz diferentes, densidades diferentes, por esse motivo, fabricantes precisam processar essas informações vindas do sensor, interpretar o que foi capturado e mostrar a imagem de uma forma que seja condizente com a nossa “realidade”.

Por essa característica o JPEG que a câmera produz é muito diferente da fotografia em RAW, como o JPEG é um arquivo muito limitado e comprimido, parâmetros como contraste e balanço de branco são processados e interpretados pela câmera, já o nosso queridinho RAW não.

O RAW é um formato que permite armazenar muito mais informações, ele é muito versátil pois com ele é possível corrigir e escolher parâmetros da imagem que caso contrário, seriam definidos pela câmera, isso dá uma enorme liberdade mas também a responsabilidade de saber que RAW não pode ser simplesmente convertido para JPEG, ele precisa ser revelado.

Revelar o RAW é ajustar os parâmetros básicos, balanço de branco, contraste, saturação, exposição, sombras e altas luzes, de forma que se obtenha o resultado desejado e esse processo não precisa ser complicado.

Utilizando o Adobe Lightroom é muito simples obter resultados consistentes rapidamente, ao importar o RAW, no painel de ajustes básicos da revelação, todos os parâmetros de básicos estão facilmente acessíveis no painel da direita:

44

Para facilitar o trabalho, sugerimos trabalhar com pequenos lotes de fotos, conjuntos de imagens que compartilham as mesmas características, como uma sessão de um imóvel.

Após ajustar corretamente a primeira imagem do seu pequeno lote, você não precisa começar do zero nas imagens seguintes, você pode estar usando o comando "CTRL + SHIFT + C”, copiar todos os ajustes e com "CTRL + SHIFT + V”, colar eles na imagem seguinte poupando muito tempo.

Mas existe uma forma mais interessante ainda de transferir estes ajustes em múltiplas fotografias, após ajustar a primeira do lote, selecione todas as outras que você gostaria de aplicar os mesmos ajustes; Irá aparecer o botão “Sync” logo abaixo do painel de revelação, ao clicar nele você poderá escolher o que irá sincronizar entre as imagens aplicando em todas as selecionadas.

45

E quando estamos sem inspiração para criar a revelação?

Uma forma de obter um bom ponto de partida, uma ajudinha da máquina ao seu favor é utilizando o ajuste automático, é um botãozinho discreto chamado “Auto”, ao clicar nele, será aplicado os ajustes básicos que o Lightroom acredita que estejam corretos, mas lembre-se, esse recurso tem que ser usado com cuidado, já que nem sempre ele estará correto, você também pode acessar ele usando o comando CTRL + U no painel de Biblioteca.

46

Espero que estas dicas te ajudem a ser mais eficiente ao revelar imagens utilizando o Adobe Lightroom e também a obter um resultado mais consistente.

Tratar imagens pode parecer intimidador de início, mas é uma parte super importante do nosso trabalho, nos permite corrigir erros da captura mas também melhorar ainda mais uma fotografia que já é incrível. Iremos em breve oferecer mais dicas de como tratar as suas imagens.

Você já pensou em fazer parte do FOTOP e, além de mostrar toda a sua criatividade, trabalhar com o que você ama? Não deixe de se cadastrar em nosso site e junte-se a uma rede com mais de 15 mil profissionais. Clique aqui

Fotop

Fotop

Plataforma que ajuda o fotógrafo a vender suas fotos, possibilitando que ele viva de seus clicks.

Read More