/ Fotógrafos

Dicas para sair de vez do modo automático

Elaboramos um guia que vai te ajudar a sair de vez do modo automático

Se você é fotógrafo sabe que qualquer tipo de câmera atual, seja DSLR ou mirrorless, vem com um modo que ajusta automaticamente as configurações de acordo com seu ambiente durante a captura de uma foto. Portanto também sabe que se quiser tirar o melhor proveito de sua máquina deve compreender os diferentes modos de fotografia em vez de usar o automático.

Pensando nisso, nós do blog Fotop elaboramos um guia que vai te ajudar a sair de vez do modo automático e começar a usar sua câmera em todo o seu potencial. Gostou? Então continue lendo o texto até o fim.

Diferentes modos de fotografar

Para entender melhor como usar o modo manual em sua câmera, é importante rever o que chamamos de modos de “prioridade”. Se você deseja ter controle total sobre as configurações de sua câmera, como velocidade do obturador, abertura e ISO, usar o modo totalmente manual é a escolha certa. Assim, você pode selecionar a configuração que deseja para capturar as fotos desejadas. Mas primeiro, vamos examinar os modos de prioridade, ok?

Prioridade de abertura

Neste modo, sua câmera seleciona automaticamente a velocidade do obturador de acordo com o ambiente, para capturar a imagem com a exposição correta. Por outro lado, você pode selecionar manualmente a abertura e o ISO conforme desejado.

Prioridade do obturador

Assim como a Prioridade de abertura, o modo Prioridade do obturador permite definir duas das três configurações de exposição. Mas, em vez de selecionar a velocidade do obturador, a câmera define as configurações de abertura automaticamente para a exposição certa. Ela permite que você defina a velocidade do obturador e ISO manualmente. Você também pode configurar sua câmera para ISO automático e deixá-la selecionar a configuração ISO apropriada. Em muitas câmeras, você pode até definir uma faixa ISO (mín./máx.).

Quando escolher o modo de prioridade de abertura?

Usar o modo de Prioridade de abertura é a melhor opção se o desejo é controlar a profundidade de campo. Pode ser muito útil em fotos em que você quer capturar o assunto com um fundo desfocado, como retratos com efeito “bokeh” de fundo. A recomendação é usar uma grande abertura, como f/1.8 ou f/2.8 e uma distância focal apropriada (por exemplo, 85 mm).

Você também pode usar o modo Prioridade de abertura para obter o máximo de nitidez, detalhes e uma profundidade de campo maior. Isso ajudará a agrupar retratos e fotos de paisagens ao escolher uma pequena abertura, como f/8 ou f/11.

Quando escolher o modo de prioridade do obturador?

O ideal é usar o modo Prioridade do obturador quando o objetivo é controlar o movimento das fotos. Se você quiser congelar o assunto, pode usar uma velocidade de obturador mais rápida, como 1/500, 1/2000 de segundo ou ainda mais rápida. Por outro lado, se você quiser capturar objetos como cachoeiras, água corrente ou qualquer outro objeto em movimento, escolher uma velocidade de obturador mais lenta é mais adequado.

Imagens de longa exposição que apresentam trilhas, cachoeiras e nuvens suaves se beneficiarão de uma velocidade de obturador mais longa, de até alguns segundos em muitos casos.

Quando usar o modo manual?

Existem alguns cenários específicos em que você vai querer o modo manual. Ele vai ajudá-lo a capturar retratos impressionantes com assuntos estáticos, fotos noturnas criativas, trabalhar em um estúdio usando flashes, etc. Lembre-se de que todos os cenários e configurações mencionados não são regras definidas. Você também pode (e deve!) seguir seu próprio caminho quando estiver fotografando e conseguindo ótimos resultados.

Fatores importantes para manter em mente

Ao usar diferentes modos manuais de sua câmera, existem certos fatores importantes que você precisa considerar:

ISO em todos os modos

Independentemente do tipo de modo que estiver usando, você precisará selecionar a configuração ISO da câmera. Depende das condições de iluminação do ambiente em que você está fotografando. Se a foto for sob luz solar intensa, o recomendado é o ISO 100 ou 200. Se a iluminação for fraca ou se você estiver fotografando durante um dia nublado ou na sombra, você pode aumentar o valor ISO para 400 ou 800. Você pode até ir mais alto para 1600 ou 3200 se estiver tirando fotos em ambientes internos com pouca luz.

A melhor maneira de ter certeza de que está usando o valor ISO correto é capturar imagens com valores diferentes e prestar atenção ao histograma da câmera. Muitas câmeras também possuem uma escala de exposição móvel, o que pode ser um bom indicador da exposição.

Velocidade do obturador no modo de prioridade de abertura

Quando estiver no modo de Prioridade de abertura, sua câmera seleciona automaticamente a velocidade do obturador. No entanto, isso certamente não significa que a câmera sempre vai “estar certa”.

A câmera escolhe a velocidade do obturador para fornecer a exposição certa, mas a foto pode não ter a nitidez certa. Por exemplo, se a abertura for f/16 e o ISO for 100 em um quarto escuro, a velocidade do obturador que a câmera escolherá será muito lenta e, portanto, apresentará vibração e a foto provavelmente ficará desfocada.

Além disso, se você estiver segurando as mãos e não um tripé, a imagem ficará borrada. É por isso que é importante monitorar a velocidade do obturador que sua câmera está selecionando no modo Prioridade de abertura. Você também pode alterar as configurações de abertura e ISO. Selecionar uma abertura maior, como f / 4 e ISO mais alto, também pode ajudar a câmera a escolher uma velocidade do obturador mais rápida para compensar.

Avisos de exposição nos modos de abertura e prioridade do obturador

Sem dúvida, as câmeras DSLR e sem espelho modernas estão se tornando mais inteligentes, mas ainda assim, elas têm suas limitações. Se você sair dos limites que sua câmera não consegue suportar, ela pode lhe dar um aviso. Esse aviso fica visível no visor ou LCD da câmera. É importante verificá-los pois permitirá o ajuste ou alteração das configurações para que a câmera possa auxiliá-lo da melhor maneira possível.

Compensação de exposição no modo manual

Os fotógrafos amadores ou iniciantes costumam ficar confusos ao lidar com a compensação de exposição. Isso porque, dependendo da marca e do modelo da câmera, esse recurso pode se comportar de maneira diferente. Por exemplo, as câmeras Canon e Nikon não tratam a compensação de exposição da mesma forma. Fique sempre atento.

É fotógrafo e está pensando em integrar uma rede de profissionais da imagem que ofereça apoio e oportunidades de trabalho? Então junte-se agora mesmo ao Fotop. Clique aqui e saiba mais.

Fotop

Fotop

Plataforma que ajuda o fotógrafo a vender suas fotos, possibilitando que ele viva de seus clicks.

Read More