/ Fotógrafos

Linhas principais de orientação em fotografia

Poucas técnicas composicionais são mais fáceis de aprender e começar a usar do que a fotografia com linhas de orientação. Depois que você começa a procurá-los, as linhas estão por toda parte e em quase todas as fotos que você tira, então por que não usá-los a seu favor? Essa é a dica de hoje do FOTOP

Compreender como o público aborda seu trabalho ajudará muito a reconhecer e tornar suas imagens mais atraentes para um público cada vez mais amplo.

O que é a foto da linha principal?

As linhas principais são elementos de composição em sua foto que ajudam a direcionar os olhos do observador conforme eles veem seu trabalho. Quando alguém se aproxima de uma obra de arte que é nova para eles, seus olhos percorrem a composição para absorvê-la. A facilidade ou a dificuldade com que essa tarefa afeta seus sentimentos sobre a composição.

Se a sua fotografia for de um farol à beira-mar em uma noite de tempestade, seu público se aproximará da foto para ver tudo. A ferramenta mais fácil para você usar para agarrar a mão deles e ajudá-los a verificar tudo é usar várias linhas na composição. Se um caminho sinuoso estiver em primeiro plano, seus olhos desejarão seguir esse caminho. Isso leva ao farol que você quer que eles vejam ou os tira do enquadramento?

Em um nível mais básico, a linha ou linhas de uma composição também fornecem pistas às pessoas sobre o que é a imagem e o que você estava tentando dizer com ela. Ajuda a definir o clima e aponta os elementos importantes.

Tipos de linhas principais

Muito parecido com as cores, as linhas afetam as pessoas em um nível subconsciente. A orientação da linha no quadro cria uma conexão emocional que até mesmo o fotógrafo pode não perceber a princípio. Além disso, o quão arrojada e distinta é a linha também faz diferença. Uma rodovia desaparecendo no deserto sem fim pode dominar a foto, enquanto a linha de surfe em uma praia pode fazer o trabalho, mas não ser evidente para o espectador.

Composição de fotos de linhas principais

Existem certas situações em que existe uma linha que os olhos do observador seguem, mas não existe realmente uma linha na fotografia. O exemplo mais comumente citado é quando o modelo ou assunto está olhando para algo no quadro. Nesse caso, os olhos do espectador seguem naturalmente o olhar do sujeito. O público quer saber o que chama a atenção daquela pessoa.

No entanto, existem outros exemplos além da linha de visão. Trilhas ou pegadas criam um caminho implícito, assim como veículos e embarcações que viajam pelo quadro.

Dicas de composição usando linhas principais

Usar essas linhas em suas composições tem tudo a ver com contar histórias. O lugar mais fácil para começar é com uma foto simples de uma trilha que leva pela floresta. Se você tivesse apenas uma fotografia das árvores e arbustos, ficaria desordenada e confusa.

Mas quando você os combina em uma composição, uma história começa a se desenrolar. Uma pessoa pode se ver caminhando nessa trilha. Eles podem ver a maneira como andariam e para onde iriam. Seus olhos seguem o caminho e depois olham para as árvores e a paisagem ao redor. Este exemplo ilustra o conceito básico, mas há muito mais a contar.

E as linhas na fotografia arquitetônica? As linhas principais são tão importantes nessas situações, mas as pessoas geralmente não se imaginam subindo pelas laterais de edifícios como o Homem-Aranha. Ainda assim, o olho segue caminhos e linhas da mesma maneira. Como fotógrafo, você pode aproveitar isso como um superpoder para guiar seus espectadores da maneira que desejar.

A direção do caminho que você escolhe usar também é importante. Não há regras que obriguem a ir de um jeito ou de outro. Geralmente é verdade que as pessoas veem a mídia bidimensional da esquerda para a direita. Mas este é apenas um guia.

Outros tipos de linhas podem passar pelo quadro de um lado para o outro ou até mesmo conduzir o visualizador em círculos. Imagine usar uma escada em espiral para conduzir o visualizador em um círculo ao redor do quadro. O mesmo poderia ser feito com um caminho circular de jardim.

Dicas de composição

O elemento final de usar essas linhas é posicionar o assunto com cuidado. No nosso exemplo de caminho na floresta, talvez o caminho seja o assunto. Mas, na maioria das vezes, a composição parecerá mais completa se houver algo no final para onde o caminho leva.

Colocar o objeto corretamente é fácil, desde que você use um modelo ou algo que possa mover. Se você estiver pegando paisagens ou arquitetura, pode ter que se mover até encontrar a combinação certa de linhas e posicionamento do tema. Ao trabalhar com linhas que voltam do primeiro plano, mudar sua posição alguns metros para a esquerda ou para a direita pode ser uma saída simples.

Outra ótima maneira de usar linhas na fotografia é usá-las para criar simetria. Simetria é quando partes da imagem espelham outras partes. Os reflexos nos lagos são sempre imagens visualmente atraentes. Os arquitetos muitas vezes incorporam pools de reflexão em monumentos por esse motivo.

Uma última dica para usar linhas em sua composição é sempre evitar enganar o espectador. As linhas devem ir para algum lugar; a jornada deve ser completa de uma forma ou de outra. É normal que eles conduzam ao vazio ou fora do quadro se o seu objetivo for criar suspense ou mistério. Mas se houver um assunto claro para o qual você está tentando conduzi-los, isso só vai semear confusão.

As cidades e a fotografia de rua tendem a ter suas próprias linhas, baseadas em marcações de ruas, calçadas, semáforos, fileiras de postes de luz e linhas de alta tensão. As linhas estão por toda parte na cidade e nos ambientes urbanos, basta começar a procurá-las.

Outra ferramenta poderosa são os padrões feitos por ladrilhos no interior de edifícios ou o trabalho de alvenaria no exterior. Todos apreciam a beleza de azulejos e tijolos dispostos artisticamente, mas o fotógrafo verá infinitas combinações de linhas composicionais. No entanto, os ladrilhos podem ser uma mistura de linhas convergentes. É necessário um planejamento cuidadoso para transformá-lo em uma composição atraente.

Dicas finais

Se um objeto estiver se movendo pelo quadro, ele também criará uma linha implícita. Do que está se afastando e para onde está indo? Um barco navegando em um oceano pode apontar para uma ilha distante. Um avião voando pelo ar indica que está indo para algum lugar, mas para onde? Se você puder incluir elementos como esses em suas fotos, você mudará sua fotografia de capturar um momento para contar uma história. Estes são exemplos simples de como a estética pode ser posta em prática.

Linhas aparecem em sua fotografia, quer você as planeje ou não. É um elemento essencial de composição para aprender e entender, porque essas linhas afetam significativamente seus espectadores e como eles percebem sua imagem.

Você já é fotógrafo e quer saber como trabalhar ainda mais com fotografia?
Conheça mais sobre o Fotop, a maior rede de profissionais da imagem do país. Descubra novas maneiras de ganhar dinheiro fazendo aquilo que você mais ama. Cadastre-se agora mesmo clicando aqui.

Acompanhe também o nosso perfil no Instagram!

Fotop

Fotop

Plataforma que ajuda o fotógrafo a vender suas fotos, possibilitando que ele viva de seus clicks.

Read More