A diferença entre fotografia imobiliária e fotografia arquitetônica

Em uma primeira leitura, a fotografia arquitetônica e a fotografia imobiliária têm muito em comum, mas na verdade, elas não são tão semelhantes quanto possa parecer. Este artigo tem como objetivo comparar esses dois segmentos da fotografia, expondo as semelhanças e diferenças. Começaremos apontando os objetivos intrínsecos de cada estilo, e acredite, não são os mesmos, e desta forma as diferenças ficarão mais claras.

O que é fotografia arquitetônica

O conceito de fotografia de arquitetura deve ser definido como uma forma de expressão artística. Uma forma de arte. Enquanto a fotografia imobiliária pode ser definida como um produto comercial.

A fotografia arquitetônica trata da representação fotográfica de edifícios e estruturas, bem como de interiores. As fotos arquitetônicas devem mostrar a singularidade e as características de uma construção de uma forma estética.

Este gênero de fotografia pode ser dividido em fotografia arquitetônica interna e externa. Essa divisão é mais como uma transição fluida. Em ambos os casos, podem ser utilizadas ópticas especiais ou técnicas fotográficas específicas, que são bastante desconhecidas em outras áreas da fotografia; isso torna a fotografia arquitetônica diferente e interessante. Ao mesmo tempo, contrastes entre áreas internas e externas geralmente levam a condições de iluminação muito complexas, razão pela qual este gênero de fotografia é considerado particularmente exigente.

A primeira fotografia da história * " Vista da janela do Le Gras "* de Nicéphore Niépce é, em si, uma das primeiras fotos arquitetônicas e foi tirada em 1826.

Vista-da-janela-do-Le-Gras--fotop

Vista da janela em Le Gras (Joseph Nicéphore Nièpce, 1826)

Desde então, muita coisa aconteceu no campo da fotografia arquitetônica, então surgiu a formação de diferentes estilos. Principalmente a partir da década de 1950, a fotografia arquitetônica tem se firmado cada vez mais como uma forma de arte.

Quando questionados sobre como a fotografia de arquitetura pode ser definida, existem diferentes pontos de vista. Provavelmente, a interpretação mais amplamente usada é que a fotografia arquitetônica deve representar um edifício da forma mais realista e verdadeira possível. Neste contexto, muitas vezes é aconselhável olhar para longe do edifício para evitar linhas de convergência.

Pequenos desvios da forma ideal são frequentemente corrigidos com ótica especial ou na pós-produção. Este tipo quase documental de fotografia arquitetônica é usado principalmente na indústria da construção ou em escritórios de arquitetura. Aqui é importante poder colocar um plano de construção ao lado da foto, por exemplo, para registrar o andamento no canteiro de obras. Esse tipo de fotografia é sem dúvida atribuível à fotografia arquitetônica.

Representar um edifício com habilidade, independentemente de seus aspectos técnicos, e de olho na estética pura é outra interpretação da fotografia arquitetônica. Para isso, você pode jogar com perspectivas extremas, pontos de fuga etc.

O objetivo desta direção fotográfica não é a documentação, mas sim a interpretação artística, que leva a imagens atmosféricas e significativas com efeitos deslumbrantes. Os edifícios costumam ser fotografados da perspectiva de um pedestre e refletem impressões subjetivas. Essas fotos aprendem sua aplicação prática em publicidade ou como forma de arte objetiva ou abstrata.

O que é fotografia imobiliária

A fotografia imobiliária não visa primariamente intenções artísticas, mas é orientada para a prática comercial. O objetivo da fotografia imobiliária é cristalino - vender a propriedade. Para tanto, a imagem deve contar uma história sobre o sonho de morar ou ser dono do imóvel que está sendo mostrado. Fotograficamente falando, isso é feito: mostrando o espaço como se o espectador estivesse em tour, pelo imóvel.

Fora isso, é muito semelhante à fotografia arquitetônica. Em alguns casos, os resultados podem até parecer idênticos e não podem ser claramente atribuídos ao gênero de fotografia imobiliária ou arquitetônica.

A fotografia imobiliária busca intenções bastante práticas. Assim, por exemplo, pode servir a documentação ou ter intenções publicitárias. Já na fotografia de arquitetura, apresentada em exposições de arte, seria no mínimo incomum ver fotos de um estacionamento lotado de um supermercado. Já em um catálogo de imóveis à venda por uma imobiliária, não seria tão incomum assim, pois, aqui é importante preservar o equilíbrio entre imagens estéticas e relevantes para o conteúdo.

Se, por exemplo, um imóvel comercial, como um supermercado, é colocado à venda, a imagem de uma vaga de estacionamento cheia é particularmente importante. Por um lado, deve-se mostrar que existe um amplo estacionamento para funcionários e clientes. Um estacionamento muito lotado pode não ser visualmente atraente do ponto de vista fotográfico, mas carrega uma mensagem muito importante e subliminar: o comprador em potencial é de fato informado de que há realmente algo acontecendo aqui e o lugar é muito frequentado . O negócio está funcionando e, portanto, oferece um enorme potencial para maior expansão e crescimento. Por isso, pode ser um excelente local para negócios com potencial futuro, que vale a pena investir.

Um estacionamento vazio, entretanto, seria mais limpo visualmente, mais arrumado e opticamente possivelmente mais agradável. Pode, no entanto, dar a impressão de que não há muita coisa acontecendo e será difícil conseguir novos clientes ou gerar receita suficiente para cobrir os custos de manutenção. No caso das fotos de imóveis, não se trata apenas da estética da imagem, mas também da mensagem. Boas fotos de imóveis devem, portanto, estar no contexto do ambiente.

Antes de lidar com a fotografia de um imóvel, a finalidade das imagens e o potencial público-alvo devem estar bastante claros. Portanto, é imperativo pensar antes da sessão de fotos. Apenas fotos “normais” muitas vezes não são suficientes. É isso que distingue a arquitetura da fotografia imobiliária.

Um dos poucos setores que cresceu no último ano, foi o setor imobiliário, e nós temos oportunidades para você nesta área: trabalhe com fotografia imobiliária e não se preocupe com captação de clientes. Cadastre-se no Fotop e nossa equipe entrará em contato.

Fique por dentro de dicas e novidades do universo fotográfico, siga o nosso Instagram

Fotop

Fotop

Plataforma que ajuda o fotógrafo a vender suas fotos, possibilitando que ele viva de seus clicks.

Read More