/ Fotógrafos

Aprenda a tirar fotos incríveis da natureza a partir do seu quintal

As viagens para fotografar paisagens históricas e a natureza de determinada região, em locais distantes, são incríveis por muitos motivos. Mas em termos fotográficos, não há nada necessariamente novo nestes deslocamentos. Em vez disso, por que não ficar um pouco mais perto de casa e ver o que sua região tem a oferecer?

Desde fotografar pássaros, cachorros, gatos e outros animais em áreas verdes e parques próximos até explorar as maravilhas do seu próprio quintal, há muitas oportunidades para experimentar algo novo sem nenhum custo extra.

Para quem gosta de desafios, buscar assuntos únicos dentro e ao redor de onde você mora pode estimular tanta inspiração quanto ir a um lugar onde você nunca esteve antes. Mesmo se você morar em uma cidade grande, ainda pode capturar a essência da natureza em um ambiente urbano

Dica º 1: preencha o quadro

Quando as pessoas pensam em fotografia da natureza, é fácil considerar apenas fotos grande-angulares, mas não há razão para que você não possa chegar perto do objeto, especialmente se você estiver em seu próprio quintal ou parque local.

Claro que você precisa pensar sobre as formas da sua imagem e como elas estão equilibradas, mas as texturas também são importantes. No entanto, às vezes, quando falamos sobre adicionar textura a uma fotografia, pode parecer um conselho vago.

Para colocar as coisas em foco, pense em quais palavras descritivas você usaria para explicar a imagem que deseja tirar e tente destacar esses detalhes em sua foto. Por exemplo, gotas de orvalho sobre uma folha de grama ou geada derretendo lentamente das folhas conforme o inverno se transforma em primavera.

Olhe atentamente para os objetos ao seu redor e não tenha medo de aumentar o zoom. Ampliar os detalhes mais finos pode levar a algumas fotografias extraordinárias. Use uma profundidade de campo rasa para desfocar as distrações do fundo.

Dica nº 2: acerte a iluminação

O clima é inconstante, não importa onde você esteja no mundo, então pensar cuidadosamente sobre a hora do dia em que você está filmando é uma obrigação. A luz natural é melhor no início da manhã ou à noite, especialmente durante as horas douradas, logo após o nascer do sol ou antes do pôr do sol. A luz tem uma qualidade suave e turva nesses momentos que iluminará seus objetos de maneira mais uniforme do que a luz solar direta.

Há também uma emoção misteriosa e sentimental que anda de mãos dadas com as primeiras horas da manhã ou com a hora pouco antes do sol se pôr. Se você já se levantou para uma caminhada logo cedo, provavelmente entenderá do que estamos falando imediatamente e, se ainda não se levantou, agora é o momento perfeito para tentar e começar a captar belas imagens.

Dica nº 3: brinque com ângulos e sombras

Embora o nascer e o pôr do sol muitas vezes tenham as configurações de luz natural ideais, isso não significa que você não possa fotografar sob luz forte. Basta estar um pouco mais alerta. A incorporação de sombras, bem como iluminação frontal e traseira, pode transformar imagens desbotadas em dinâmicas.

Se você estiver filmando de perto, basta preencher o quadro com as características do seu assunto e você terá vencido metade da batalha contra os fortes raios do sol. Mas para fotos mais amplas, tudo gira em torno dos ângulos.

Experimente mover-se e posicionar o sol em várias posições atrás do objeto para obter imagens com um brilho único. Fique de olho nos seus níveis de exposição, pois pode ser necessário usar o flash de preenchimento ou um refletor para manter as coisas uniformes.

Dica nº 4: esteja preparado

Pode parecer óbvio, mas você precisa se certificar de que tem as lentes certas. Se estiver tentando fotos tradicionais de paisagens, você precisará de uma lente grande angular. Qualquer coisa até 35 mm em uma câmera full-frame ou 25 mm em uma APS-C deve resolver o problema. No entanto, você não vai querer cair abaixo de 14 mm, pois as bordas sofrerão alguma distorção, a menos que você esteja tentando propositalmente um efeito fisheye.

Para fotografia de vida selvagem, é melhor fotografar com zoom ou lente principal, mas a preferência é do fotógrafo. Este último tende a ser mais caro, mas dependendo de para quem você perguntar é mais nítido e rápido, o que pode fazer uma grande diferença ao tentar tirar fotos de animais em movimento.

Além das lentes, ter diferentes tipos de filtros ou um tripé pode ser muito útil ao brincar com a velocidade do obturador, fazer longas exposições ou fotografar com uma abertura maior. Com um bom tripé, você achará muito mais fácil obter imagens nítidas, capturar movimentos e experimentar a profundidade de campo.

Por último, mas não menos importante, cuidado com os passos. Não importa onde você esteja, a fotografia de natureza respeitosa é a melhor fotografia de natureza possível.

Você já é fotógrafo e quer saber como trabalhar ainda mais com fotografia?Conheça mais sobre o Fotop, a maior rede de profissionais da imagem do país. Descubra novas maneiras de ganhar dinheiro fazendo aquilo que você mais ama. Cadastre-se agora mesmo clicando aqui.

Acompanhe também o nosso perfil no Instagram.

Fotop

Fotop

Plataforma que ajuda o fotógrafo a vender suas fotos, possibilitando que ele viva de seus clicks.

Read More