/ Fotógrafos

Dicas para fotografia macro de alimentos

Hoje o Fotop vai explorar as ferramentas e técnicas que você pode usar para lindas fotos macro de alimentos

Quando seu objetivo é comunicar quanto o assunto fotografado é saboroso e delicioso, a fotografia macro de alimentos pode ser a técnica que você precisa. E às vezes, não é tanto sobre o apelo ao paladar, mas sim sobre capturar as cores, texturas e padrões interessantes de um tema alimentar. Uma imagem macro extrema de comida pode nem mesmo identificar claramente o assunto. Em vez disso, pode simplesmente ser interessante como algo abstrato.

Seja qual for a sua intenção, no texto de hoje, o Fotop vai explorar as ferramentas e técnicas que você pode usar para lindas fotos macro de alimentos.

Obtenha o equipamento certo

Você pode fazer fotografia macro de alimentos com quase qualquer câmera e pode até fazer um trabalho admirável com muitas câmeras de telefone. Se você quiser levar mais a sério, no entanto, provavelmente deve usar uma DSLR decente ou uma câmera sem espelho com recursos de lente intercambiáveis. Uma lente macro verdadeira, que permite representações 1:1 também será útil. Lembre-se de que a maioria das lentes macro também permite que você fotografe a distâncias maiores, se necessário.

Qualquer tipo de trabalho macro sério requer um tripé. O movimento da câmera é ampliado quando você está fotografando muito perto do assunto, portanto, manter a câmera firme é fundamental para obter fotos nítidas. Outros equipamentos podem ser úteis para macrofotografia, especialmente se você pretende chegar muito perto. Itens como trilhos de foco, foles e iluminação especializada podem ser coisas que você adicionará ao seu kit.

Ilumine cuidadosamente os alimentos fotografados

Os fotógrafos que fazem retratos em estúdio passam muito tempo aprendendo como iluminar seus modelos. Pense em seus alimentos como modelos também e aprenda como iluminá-los para destacar suas melhores qualidades. Aqui estão alguns princípios básicos a serem considerados:

  • Tipos de iluminação: Você usará luz natural ou artificial? Se você seguir a rota artificial, usará tungstênio, fluorescente, LED ou flash? Lembre-se de que cada um desses tipos de iluminação terá diferentes temperaturas de cor e você precisará equilibrar o branco corretamente em sua foto para manter a aparência da comida natural e apetitosa.
  • Comece com a luz do dia: Frequentemente, a melhor e mais fácil iluminação para fotografia de alimentos é a luz natural. Coloque seu objeto de comida perto de uma janela e preencha as áreas de sombra com refletores.
  • Considere o ângulo de iluminação: Você deseja usar iluminação de três pontos como faria no retrato? Luz lateral? Luz de fundo? Raramente você desejará iluminar diretamente de frente, pois isso geralmente fará com que o objeto pareça plano e desinteressante. A luz lateral pode ajudar a realçar a textura do seu objeto e, para alguns objetos de comida, especialmente alimentos que são translúcidos.
  • Use modificadores de iluminação: Você pode querer suavizar as sombras em sua foto com softboxes ou telas de iluminação. Isso pode ser útil quando o objeto alimentar é brilhante e produz realces especulares. Os cartões de preenchimento podem ser usados para refletir a luz de volta sobre um assunto.
  • Instrumentos de iluminação especializados: Uma vantagem real da iluminação na fotografia macro de alimentos é que você está lidando com uma área pequena e normalmente não é necessária muita luz. Instrumentos de iluminação reduzida, como lanternas de LED, costumam funcionar bem. Às vezes, quando a câmera está muito próxima do assunto, seu maior desafio será impedir que a câmera bloqueie a luz. Muitos fotógrafos macro preferem anéis luminosos, que podem ajudar a distribuir uniformemente a luz em torno de um objeto pequeno e suavizar as sombras.

Use as configurações corretas

Aqui está uma lista de coisas a serem consideradas ao configurar sua câmera para fotografia macro de alimentos:

  • Trabalhe em um tripé: Graças à profundidade de campo limitada e ao movimento ampliado ao fazer o trabalho macro, é obrigatório manter a câmera estável por meio de um tripé.
  • Use o modo manual: Assumir o controle total da abertura, velocidade do obturador e ISO ajudará você a controlar melhor sua exposição e profundidade de campo.
  • Desligue a estabilização de imagem: Certifique-se de que a lente e a estabilização da imagem da câmera estejam desligadas.
  • Preste atenção ao plano de foco: Ao fazer fotos macro fechadas, a profundidade de campo é mínima. Tente manter os objetos principais a uma distância igual da câmera. Assim, tudo fica o mais nítido possível. Pense no sensor da câmera como um plano e os objetos na foto como outro. Então, tente manter esses planos paralelos.
  • Use o botão de visualização de profundidade de campo: A maioria das câmeras tem um botão que, quando pressionado, para a lente até a abertura definida, exibindo o que estará em foco quando você fotografar. Isso o ajudará muito a determinar a abertura perfeita para a profundidade de campo desejada.

Você já é fotógrafo e quer saber como trabalhar ainda mais com fotografia?Conheça mais sobre o Fotop, a maior rede de profissionais da imagem do país. Descubra novas maneiras de ganhar dinheiro fazendo aquilo que você mais ama. Cadastre-se agora mesmo clicando aqui.
Acompanhe também o nosso perfil no Instagram.

Fotop

Fotop

Plataforma que ajuda o fotógrafo a vender suas fotos, possibilitando que ele viva de seus clicks.

Read More